Intuição e autoconhecimento: o simbolismo das bonecas

No livro As mulheres que correm com os lobos de Clarissa Pinkola Estés há um conto chamado Vasalisa, no qual uma das personagens simbólicas é uma boneca.

Assim como a boneca do conto auxilia a menina Vasalisa a escutar a sua intuição, a autora do livro nos ajuda a aprofundar nosso conhecimento acerca deste tema tão relevante para o nosso autoconhecimento.

Segundo Clarissa, a boneca representa a força de vida instintiva. Ela lembra Vasalisa da sua própria força.

“Dizem que as bonecas são impregnadas de vida por quem as criou. Ela é um fragmento pequeno e luminoso do Self, da Totalidade. A boneca representa a profunda pulsação da sabedoria da psique. É ela que faz o trabalho interior e prudente. Ela é incansável e trabalha mesmo quando dormimos, como na história, quando fez todo o trabalho enquanto Vasalisa descansava. A boneca é o espírito interior, a voz da razão, do conhecimento. Ela revela o inimigo oculto e a atitude a tomar diante da situação. É a verdadeira fala da Alma.”

No caminho de autoconhecimento a intuição é uma grande aliada, pois vai soprando orientações ao pé do nosso ouvido e  fala mais alto na medida em que passamos a dar atenção e valor às manifestações da nossa alma.

Do contrário, quando consideramos que um pressentimento, uma sensação ou mesmo um sonho são apenas bobagens sem relevância, vamos calando nossa intuição, que tanto nos fará falta quando nossa razão limitada vier a falhar.

Assim, para desenvolver nossa intuição  precisamos aprender a ouvir com os ouvidos da Alma, a enfrentar o desconhecido e a prestar atenção aos sinais que nos cercam.

No grupo de leitura e autoconhecimento da Clínica Aqua Vitae, que por hora se debruça sobre o livro As mulheres que correm com os lobos, utilizamos a confecção de bonecas como um exercício de desenvolvimento desta faculdade da nossa alma: a intuição, e através dele, aprimoramos o nosso autoconhecimento. Já que, como afirma a autora:

“A boneca representa o acesso imediato a uma sabedoria profunda”

ADRIANA BOLIS • CRP 12/14.792

ELAIDE LABONDE • CRP 08/18.170

 

 

Falar pelo WhatsApp