Como o dentista homeopata pode ajudar na sua saúde bucal e no seu bem-estar geral?

A visita ao dentista não precisa ser desagradável, muito menos dar medo. Isso porque, existem profissionais que se preocupam não apenas com a reconstrução física, mas também psíquica dos sorrisos. Este ideal é o que fundamenta o trabalho do dentista homeopata.

Continue a leitura do artigo e entenda os diferenciais da consulta com esse especialista. Elisa Baumgarten, dentista da Clínica Aqua Vitae, nos conta por que, ao promover a, chamada, consciência bucal, o dentista homeopata promove, também, o bem-estar geral dos pacientes!

Você sabe o que é a homeopatia?

A homeopatia é um método terapêutico de caráter holístico. Ela vê  o indivíduo como um todo, buscando sua melhora geral, não apenas de sintomas isolados. No linguajar da medicina atual, vê o indivíduo como uma unidade psico/neuro/imuno/endócrino/metabólica interativa. “A homeopatia trata a energia vital da pessoa, o que permite que o corpo psíquico e físico se restabeleça de forma natural”, explica Elisa Baumgarten.

Criada no século XVIII, ainda hoje há quem duvide dos seus benefícios. No entanto, sua efetividade é cientificamente comprovada. Tanto que o Conselho Federal de Medicina (CFM) a considera como uma especialidade médica e seu uso faz parte do rol de práticas integrativas e complementares reconhecidas pelo Ministério da Saúde.

A homeopatia pode ser aplicada em qualquer faixa etária, tanto em situações agudas como crônicas, de forma independente ou complementar a outros tratamentos convencionais. Seus medicamentos são extraídos da natureza e preparados de forma particular, não apresentando efeitos colaterais indesejados.  

Segundo seu criador, Samuel Hahnemann, ela busca levar o paciente a uma condição na qual este possa manifestar os seus mais altos fins da existência, em outras palavras, curá-lo fisicamente para permitir que se conecte consigo mesmo e com seu propósito de vida.

Você já deve ter ouvido falar do uso da homeopatia na medicina, mas você já conhecia a aplicação da terapia entre os dentistas?

Como a homeopatia pode ser associada à odontologia?

Para definir a estratégia de tratamento, o dentista homeopata busca informações do paciente como um todo e não apenas da saúde oral. Por meio de uma anamnese detalhada e humanizadainvestiga queixas, hábitos e o histórico de patologias (dele e de familiares próximos). “Dessa forma, cria-se um forte laço empático entre dentista e paciente”, ressalta a Dra. Elisa.

Em relação ao alcance clínico, existem medicamentos homeopáticos capazes de tratar diversas condições e doenças, tais como:

  • aftas recorrentes;
  • halitose;
  • cáries;
  • gengivite;
  • periodontite crônica;
  • dor de garganta;
  • rinite;
  • bruxismo;
  • neuralgia do trigêmeo;
  • DTM (dor têmporo-mandibular)
  • síndrome de ardência bucal (SAB);
  • traumas pós-operatórios, entre outras.

A Dra. Elisa acrescenta que “o próprio medo e a ansiedade de ir ao consultório podem ser tratados com medicamentos do arsenal homeopático”.

Assim, o objetivo das medicações homeopáticas é ir além do alívio imediato dos sintomas e reequilibrar o organismo, estimulando o sistema psico-neuro-imunológico. Como consequência, ocorrem melhorias significativas na saúde geral.

Quando o lado psicológico afeta a saúde bucal?

Segundo a dentista, “tendências psicológicas podem levar a problemas de manifestação bucal”. De fato, muitas doenças físicas são,, reflexos de sofrimentos psíquicos. Sabemos que a raiva ou frustração podem gerar bruxismo, o estresse psíquico pode desencadear doenças auto-imunes, gerar cáries ou mesmo a doença periodontal.

A terapia homeopática é humanística e, com sua forma branda, ampla e natural de atuar,  ajuda o paciente a se perceber melhor; ele mesmo é, muitas vezes, capaz de identificar a ligação dos seus males físicos com o sofrimento psíquico.  Aos poucos, o paciente se restabelece física e psiquicamente de seus males crônicos;  nas afecções agudas o restabelecimento pode ser imediato.

Como funciona o método de detoxificação homeopática progressiva HDT?

Esse método, formalizado pelo homeopata contemporâneo holandês Ton Jansen,

ajuda a eliminar a toxicidade de substâncias usados na Odontologia como antibióticos, anestésicos, corticoides, metais pesados (como o mercúrio, liberado nas restaurações dentárias escuras ou o  níquel, presente nos brackets ortodônticos e que causa alergia em muitos pacientes). É mais um método oferecido pela Clínica Aqua Vitae que visa tornar os tratamentos mais brandos e suaves, cita a dentista.

O que diferencia a abordagem terapêutica do dentista homeopata?

Ainda que os procedimentos realizados pelo dentista homeopata sejam os mesmos da abordagem convencional, a terapia homeopática complementa o tratamento odontológico convencional com sua visão integral do ser, o arsenal terapêutico de medicamentos naturais e o uso muito parcimonioso de medicações alopáticas que têm efeitos colaterais (antibióticos, corticoides, fluoretos, etc).  

Isso reduz muito o desconforto pós intervenções e melhora a recuperação local e geral do paciente.  A empatia entre o profissional e o paciente sempre facilita e harmoniza não só os procedimentos no consultório em si,  mas faz do momento odontológico uma vivência agradável, percebida pelo paciente como um incentivo ao seu autocuidado bucal e geral.

Se você busca o melhor para a sua saúde bucal e, consequentemente, para todo o seu organismo, procure ajuda especializada. Entenda a nossa atuação com a odontologia biológica e homeopática!

Escrito por:
Dra. Elisa Baumgarten
CRO/SC 8.724

Dra. Elisa Baumgarten é formada em bioquímica e odontologia, pela USP, mestre em Bioquímica, pela Universidade de Cambridge, e especialista em Homeopatia. O motor da sua prática sempre foi a Consciência Bucal: ensinar seu paciente  a ter saúde e entender o que ocorre em sua boca para saber administrá-la de forma inteligente, sem dogmas. Saiba mais sobre a Dra. Elisa.