Cansaço o tempo todo: isso é normal?

Todo mundo, vez ou outra, passa por fases complicadas. A fadiga esporádica, decorrente de uma sobrecarga eventual, como cobranças no trabalho, preocupação com contas, entre outras, é absolutamente normal. Porém, sentir cansaço o tempo todo, não é. Tanta indisposição pode ser sintoma de algum problema no organismo. É por isso que, para voltar a ter pique e se sentir bem, é preciso olhar de maneira integral à saúde.

Neste artigo, a Dra. Andrea Baumgarten explica as possíveis origens do cansaço crônico e mostra como tratá-la a partir da abordagem da medicina funcional. Se você deseja recuperar sua energia, confira!

Ouça este conteúdo: 

 

Quais as causas e consequências do cansaço permanente?

O cansaço permanente pode ter uma ou, na maioria das vezes, várias causas. Entre as mais comuns, estão:

  • comer mal (basicamente, alimentos processados e ultraprocessados) levando a deficiência de micronutrientes;
  • não praticar atividades físicas regularmente;
  • dormir mal, seja por motivo de lazer, trabalho ou mesmo insônia;
  • excesso de obrigações, como trabalhar, estudar e/ou cuidar da casa.

Quando habituais, os fatores responsáveis pela fadiga crônica podem ser desencadeadas por reações adversas no organismo como uma anemia, uma doença reumática ou até mesmo um câncer. Do ponto de vista funcional, quando não se tem presente nenhuma doença mencionada anteriormente destacam-se a disfunção hormonal e a disfunção mitocondrial

Disfunção hormonal

Os hormônios, entre inúmeras funções, mantêm as pessoas dispostas, alertas e concentradas. “No entanto, em períodos de alta demanda por um longo período de tempo, há primeiro um aumento e depois uma redução dos hormônios ligados à disposição – principalmente o cortisol”, aponta Andrea.

O cansaço persistente também pode estar, também, ligado a uma disfunção tireoidiana. Nesse caso, além do estresse, a causa pode ser a falta de micronutrientes essenciais (iodo, selênio, ferro, vitamina D, vitamina A e zinco) ou um ataque autoimune à tireoide.

Disfunção mitocondrial

“As mitocôndrias são organelas presentes nas células. Elas produzem energia para manter todos os órgãos e tecidos funcionando”, explica a médica.

O problema é que vários fatores podem impactar na proliferação das mitocôndrias: deficiências nutricionais; acúmulo de substâncias tóxicas no organismo; uma inflamação sistêmica, devido a uma doença infecciosa (como sífilis, hepatite B ou C, entre outras) não diagnosticada e, portanto, não tratada etc.

Como um organismo saudável promove a disposição?

Assim como o cansaço, a disposição também tem múltiplas origens. Para gerar energia, as mitocôndrias precisam se proliferar. Para isso, o principal combustível são os nutrientes (como magnésio, zinco, coenzima Q10 etc) e a prática constante de exercícios físicos.

“Quem faz musculação, por exemplo, aumenta a quantidade de mitocôndrias dos músculos, ou seja, a capacidade de eles gerarem energia”, exemplifica Andrea.

“Todos os órgãos e tecidos têm mitocôndrias. Quando há poucas, o corpo desenvolve sintomas de cansaço; já quando há muitas, fica vitalizado, cheio de energia”, continua.

De que maneira é possível recuperar a disposição?

A fórmula para prevenir o cansaço é conhecida. Deve-se:

  • comer bem, garantindo o fornecimento adequado de fitonutrientes (presentes nos vegetais) e aminoácidos essenciais;
  • fazer atividades físicas regularmente e não apenas aos finais de semana;
  • dormir 8 horas, sendo que, quando está muito cansado, pode ser necessário prolongar o sono;
  • evitar se expor a substâncias tóxicas (metais pesados, agrotóxicos etc) e, em contrapartida, adotar medidas para purificar o organismo, como dietas detox (quando prescritas por um nutricionista ou médico capacitado).
  • trabalhar moderadamente e buscar momentos de prazer rotineiros, não apenas nas férias;
  • relacionar-se melhor com as pessoas, praticar meditação e/ou técnicas de relaxamento
  • conectar-se com o próprio propósito de vida.

Mas além disso, indica-se fazer um check-up com um especialista que olhe para cada paciente como um todo, podendo ser este um médico funcional ou médico integrativo.

Como tudo isso impacta na produção de energia, para se livrar do cansaço é preciso ter um estilo de vida equilibrado e, ao mesmo tempo, seguir as orientações médicas. O importante é nunca deixar de se cuidar, pois, como mostrado, tanto o mal-estar como o bem-estar resultam de uma somatória de fatores.

Para ajudá-lo, que tal acompanhar as melhores dicas de como manter sua saúde em dia? Siga a Aqua Vitae no Facebook e Instagram!

Escrito por:
Gabriela Ferreira Lopes Leite
CRO/SC 11.348