6 motivos para não extrair seus sisos

motivos-para-nao-tirar-o-siso

O dente do siso,  ou 3º molar, é também chamado de dente do juízo porque erupciona em torno dos 20 anos, quando seu dono já é mais ajuizado!  Será que extrair esses dentes não compromete o juízo do seu dono?

Porque há esse consenso que é preciso extrair esses dentes?

Temos a indústria da notícia, a indústria da saúde, e a indústria da extração do siso.  Uma indústria visa o lucro, bem simples.

Se a Natureza no seu design inteligente e perfeito criou um siso, deve haver alguma razão natural para isso, não é mesmo?

Não podemos ir tirando a vesícula biliar, a amígdala ou o apêndice na ilusão de que isso é normal e que não haverá alguma implicação para o resto do corpo, já que nele tudo está interconectado.  É possível que não saibamos avaliar de forma objetiva quais as implicações, mas tirar pedaços do nosso corpo e achar que não “dá nada” é no mínimo um erro crasso de lógica biológico.

E porque se criou esse mito de que extração de siso é mandatório?

Porque desde cedo já comemos alimentos industrializados, macios, e não trituramos mais coisas duras e fibrosas. Portanto não desenvolvemos nossos ossos maxilares de forma natural.  Por isso muitas vezes não há espaço para os sisos (e mesmo outros dentes) e eles podem ficar ocluídos no osso maxilar, impossibilitados de se posicionar de forma adequada no arco.

Porém, nem sempre isso é verdade.  É preciso avaliar com cuidado a necessidade de realmente extrair esses dentes, através de um diagnóstico radiográfico cuidadoso e precoce (radiografia panorâmica ou tomografia), já aos 14 anos,  com a ajuda de um dentista de bom senso, que não queira enriquecer às suas custas fazendo cirurgias desnecessárias. De acordo ao American Journa of Public Health, 67% das extrações de sisos são desnecessárias.

Alguns motivos para não tirar os sisos:

  1. O siso aumenta nossa plataforma oclusal, aumentando nossa estabilidade postural
  2. Ter sisos aumenta o osso maxilar o que por sua vez leva a um aumento do nosso seio maxilar, a maior das cavidades paranasais do nosso crânio, preenchida de ar.  Isso reduz o peso da cabeça, melhora a sonoridade da voz, ajuda no aquecimento e umidificação do ar inspirado. Protege também nossos olhos e cérebro de impactos mecânicos.
  3.  Melhora nossa eficiência mastigatória
  4. Segundo a medicina chinesa que tem mais de 5000 anos, os sisos participam do meridiano do intestino delgado e do coração, além de se relacionarem à coluna, articulações e outros órgãos. Extrair os siso terá um efeito sobre esses sistemas.
  5. Se sua alimentação for adequada, sua higiene boa, se você for acompanhado por um dentista biológico, esse dente não vai cariar e sua gengiva também não vai inflamar.  Por outro lado, stress, má alimentação, falta de prevenção, descuido com sua boca podem criar inflamação e desconforto nesses dentes.
  6. A extração dos sisos pode afetar a inervação dos dentes, da língua, do lábio, causando as famosas parestesias, danos a nervos da região, o que pode te deixar com uma sensação de formigamento na língua, no lábio para sempre.

 

Porém, se a análise radiográfica indicar que o siso está totalmente sem espaço, com problemas, extremamente cariado ou afetando a saúde do 2º molar,  e a indicação for realmente a extração esta deveria ser feita, de preferência, por um dentista especialista em cirurgia para diminuir os riscos mencionados acima.

Escrito por:
Dra. Elisa Baumgarten
CRO/SC 8.724

Dra. Elisa Baumgarten é formada em bioquímica e odontologia, pela USP, mestre em Bioquímica, pela Universidade de Cambridge, e especialista em Homeopatia. O motor da sua prática sempre foi a Consciência Bucal: ensinar seu paciente  a ter saúde e entender o que ocorre em sua boca para saber administrá-la de forma inteligente, sem dogmas. Saiba mais sobre a Dra. Elisa.